Siga o OP nas redes

Cultura

Casa das Artes retoma programação em abril

Publicado

em

A Casa das Artes de Famalicão retoma, em abril, a sua programação. Apesar de ter permanecido de portas encerradas ao público, o teatro municipal continuou a sua atividade, com o trabalho com os artistas, preparando o regresso.

A primeira fase do desconfinamento cultural faz-se online, com o acesso à cultura e à arte pelos canais de transmissão via redes sociais.

“Noite de Primavera” de Luís Mestre, Teatro Nova Europa, abre a programação no dia 10 de abril, às 21h30, com live streaming a partir do palco do Grande Auditório.

“Noite de Primavera”, a segunda noite da Tetralogia das Estações do dramaturgo Luís Mestre, mergulha-nos num arquivo de memórias, ambições e visões da juventude que assombram quatro vidas numa noite intensa deflagrada pela insónia.

A interpretação é de Ana Moreira (atriz e realizadora), Carlos Silva (coreógrafo e bailarino), Tânia Dinis (performer e artista visual) e Zeca (cantora e fadista). Esta é uma co-produção Teatro Municipal do Porto/Teatro Nova Europa, com o apoio da Casa das Artes de Famalicão, Centro de Arte de Ovar, Cine-Teatro de Estarreja e Companhia Instável

A 17 de abril, às 21h30, música, com Álvaro Cortez, na percussão, e Isabel Romero, ao piano, em live streaming a partir do Grande Auditório. O concerto abre com “Frozen in Time”, de Avner.

Nos dias 22, 23 e 24 de abril, com horários sujeitos a confirmação, a Casa das Artes de Famalicão estreia “Eu Nunca Vi um Helicóptero Explodir” de Catarina Ferreira de Almeida e Joel Neto.

A encenação é de Luísa Pinto, com interpretação de António Durães, Filipa Guedes, Luísa Pinto, Rui de Noronha Ozório, Constança Antunes e do jornalista Fernando Alves.

A entrada custa 6 euros, ou 3 euros para estudantes, Cartão Quadrilátero Cultural e seniores (a partir dos 65 anos).

A sinopse descreve: Numa casa no campo, por via da pandemia da covid-19, um homem e uma mulher têm de escrever em conjunto uma peça de teatro. O que na vida de todos os dias não ousariam dizer um ao outro alimenta a escrita, esbatendo fronteiras entre fantasia e realidade.  Uma reflexão sobre a evolução de um casamento, as rivalidades sobre as quais ele pode disputar-se, os desejos e as frustrações em jogo.

A programação e abril traz t também a estreia de ”IntraNzyt 0.0”, a primeira produção da Companhia Intrazyt, com espetáculos marcados para 29 e 30 de abril, em horários sujeitos a confirmação, no Grande Auditório.

Entrada: 4 euros, ou 2 euros para estudantes, Cartão Quadrilátero Cultural e seniores (a partir dos 65 anos).

A Intranzyt Cia. Jovem é uma novíssima companhia de dança, sediada em Famalicão, mas de âmbito europeu e surge com o objetivo de preencher uma lacuna no panorama da dança nacional, no que diz respeito ao momento de transição dos jovens bailarinos do mundo académico para a realidade do universo profissional da dança. Neste momento tem no seu elenco, bailarinos de diferentes territórios de Portugal, Itália, França e Japão.

Estão de volta também as sessões de cinema em parceria com o Cineclube de Joane. Estas, ocorrem às 19h00 no Pequeno Auditório da Casa das Artes.

No dia 22 de abril é projetado “Museu” de Alonso Ruizpalacios.

A 29 de abril, é exibido “Listen” da partuguesa Ana Rocha de Sousa, distinguido com o prémio Bisato d’Oro de melhor realização – um dos galardões paralelos do Festival de Cinema de Veneza – e venceu também o prémio Sorriso Diverso Venezia “pela sua abordagem às questões sociais”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES

anuncie neste espaço > ligue +351252308147