Siga o OP nas redes

Cultura

Biblioteca Municipal já funciona provisoriamente no Centro Cívico

Publicado

em

Com o edifício da Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco encerrado por motivo das já anunciadas obras de requalificação e ampliação, a Câmara Municipal decidiu retomar alguns dos serviços e atividades da biblioteca, nas instalações provisórias e temporárias criadas para o efeito no Centro Cívico de Famalicão.

Aqui disponibiliza-se aos leitores uma sala para consulta e leitura de uma parte representativa das obras referentes, exclusivamente, à literatura portuguesa e estrangeira, para adultos e crianças, tendo como principal objetivo a manutenção do serviço de empréstimo domiciliário.

Neste mesmo espaço, mantém-se a funcionar a secção de periódicos, onde continuam a ser disponibilizados para consulta os jornais e as revistas, assim como dois postos públicos para acesso à internet. Este novo espaço está disponível para atendimento ao público de segunda a sexta feira, entre as 10h00 e as 19h30.

Por outro lado, no edifício do Arquivo Municipal Alberto Sampaio vai ser possível manter a funcionar ao público a secção do Fundo Local, uma secção especializada onde se reúnem diversos tipos de documentação e publicações referentes à história e à memória do concelho, cujo principal objetivo é continuar a disponibilizar e a apoiar a consulta, pesquisa a investigação sobre diversos temas da história local. Esta secção está disponível para atendimento ao público de segunda a quinta feira, das 9h30 às 13h00 e das 14h00 às 17h30, e à sexta feira entre as 9h30 e as 11h30.

Refira-se que a obra adjudicada à empresa Costeira – Engenharia e Construção SA por 1,6 milhões de euros tem um prazo de execução de um ano.

Com esta empreitada, a Biblioteca Municipal vai ganhar novos espaços, com a criação de uma sala para Audiovisuais, uma sala de leitura informal para estudo de grupos, uma nova área para albergar o espólio de Eduardo Prado Coelho e a ampliação da sala de leitura e outros serviços. Para isso, será construído um prolongamento do edifício, em direção à Casa das Artes, com ligações para circulação em vidro tratado do ponto de vista acústico e térmico.

Para além da ampliação, todo o edifício, que conta quase com 30 anos de existência, será remodelado, modernizado e adaptado às novas exigências tecnológicas.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES