Siga-nos nas redes

Cultura

Seide S. Miguel vai ser o centro da rota camiliana

Publicado

em

A Casa-Museu de Camilo assinala, no próximo dia 15 de outubro, 100 anos de abertura ao público e a data foi escolhida para oficializar a casa de Seide S. Miguel como o espaço sede do projeto turístico-cultural “Camillo – Rotas do Escritor”, que pretende materializar e potenciar uma rota literária em torno do património vivencial, literário e arquitetónico camiliano.

A inauguração da sede da rota camiliana na galeria da Casa-Museu será, aliás, um dos pontos altos da sexta edição dos Encontros Camilianos, que decorre nos dias 14 e 15 de outubro, em Seide.

Recorde-se que, para além do Município de Famalicão, este projeto de valorização do património de Camilo Castelo Branco conta também com o envolvimento de outras instituições e cidades do norte do país com forte ligação histórica ao romancista, como Braga, Porto e Ribeira de Pena.

Entretanto, a 6ª edição dos Encontros Camilianos arranca dia 14, sexta-feira, com a realização de um roteiro camiliano ao centro histórico de Braga, durante o qual serão evocados episódios biográficos do novelista e lugares ou edifícios frequentados por Camilo que serviram de cenário para as suas produções ficcionais. A saída de Seide está marcada para as 14h00, junto à Casa de Camilo. À noite, pelas 21h30, o GRUTACA apresenta “Entre a flauta e a viola”, uma peça de teatro cómico de Camilo Castelo Branco, no auditório do Centro de Estudos.

Os trabalhos do segundo dia dos Encontros Camilianos arrancam às 9h30, com a intervenção do presidente da autarquia, Mário Passos, e do diretor da Casa de Camilo, José Manuel de Oliveira.

A conferência inaugural será moderada pelo docente João Paulo Braga, da Universidade Católica de Braga, e contará com a intervenção de Eunice Maria Ribeiro, da Universidade do Minho, que abordará o tema “Retratos Camilianos: aproximações e enigmas”.

Pelas 10h30, segue-se a inauguração da exposição “A tebaida do Mestre de Seide – 100 anos de memórias de uma casa-museu”. Uma mostra documental, bibliográfica e iconográfica dos factos mais importantes relacionados com o pulsar da Casa Museu de Camilo desde 15 de outubro de 1922 até à atualidade.

A partir das 11h00, seguem-se as comunicações de Serafina Martins, da Faculdade de Letras de Lisboa, sob o tema “Regresso a Fanny Owen, regresso ao Romantismo”; de Luciana Namorato, da Indiana University Bloomington, que abordará o tema “Entre revoluções, invasões e paixões: o papel da história nos romances de atualidade de Camilo Castelo Branco” e de Stefanie Gil Franco, da Universidade Nova de Lisboa, com “Camilo e Jorge, o filho louco, nas literaturas médicas”.

Segue-se um almoço com ementa camiliana, às 13h00, e a conferência de encerramento, pelas 14h30, com a apresentação de Maria de Fátima Marinho, da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, sobre o tema “Camilo Castelo Branco: da figura controversa às controversas figuras” e a apresentação do livro “Camilo Castelo Branco e a atração dos abismos”.

A inauguração da sede do projeto “Camillo – Rotas do Escritor” está então agendada para as 16h00, seguida uma visita guiada à Casa-Museu de Camilo.

Os interessados em participar nos Encontros Camilianos devem efetuar a sua inscrição através do site em www.camilocastelobranco.org. As inscrições são obrigatórias e gratuitas e decorrem até 10 de outubro.

Promover o debate e a reflexão interdisciplinar em torno das temáticas camilianas, contribuindo para a melhor promoção e divulgação da vida e obra de Camilo Castelo Branco, é um dos grandes propósitos dos Encontros Camilianos.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES