Siga o OP nas redes

Cultura

Famalicão: Close-Up abre amanhã com de filme-concerto dos Black Bombaim e Luís Fernandes

Publicado

em

A estreia absoluta do filme-concerto que junta o rock dos Black Bombaim e a eletrónica de Luís Fernandes ao incontornável filme de Luis Buñuel “A Idade de Ouro”, marca a abertura da quinta edição do Close-Up – Observatório de Cinema de Famalicão, que decorre entre 10 e 17 de outubro, na Casa das Artes.

Esta quinta edição, sob o mote “Cinema na Cidade”, conta com cerca de 30 sessões de cinema contemporâneo cruzadas com a história do Cinema, filmes comentados (por realizadores, jornalistas, académicos), e sessões para famílias e escolas.

A exibição, este sábado, do filme “A Idade de Ouro”, musicada ao vivo por Black Bombaim e Luís Fernandes, está marcada para as 21h45.

Depois, ao longo da semana e até dia 17, será possível assistir a filmes como “Os Miseráveis” de Ladj Ly, “Variações” de João Maia, “Bacurau” de Juliano Dornelles e Kleber Mendonça Filho, ou “A Ovelha Choné — A Quinta Contra-Ataca” de Will Becher e Richard Phelan.

O Close-Up encerra com outro filme-concerto, neste caso de Cristina Branco para a obra “The River”, de Frank Borzage, de 1929, um filme de culto dos surrealistas. O programa completo pode ser consultado no site da Casa das Artes. Os bilhetes para as sessões custam dois euros, exceto os filmes-concertos que têm um preço de seis euros. Há descontos para estudantes, seniores e associados de cineclubes.

Cultura

Famalicão: Biblioteca Municipal cria serviço de leitura de jornais em formato digital

Publicado

em

por

A Biblioteca Municipal Camilo Castelo Branco, de Famalicão, criou um posto público para consulta e leitura dos jornais em formato digital. A iniciativa surge depois de ter sido interdita a consulta pública dos jornais em formato papel devido à pandemia da Covid 19.

“Um dos serviços mais recorrentes no acesso à informação é, precisamente, a consulta das publicações periódicas que são diariamente disponibilizadas, de forma gratuita, aos leitores das bibliotecas” refere a diretora da biblioteca, Carla Araújo, acrescentando que “assim, e a pensar nos leitores que habitualmente consultavam e liam os jornais na Biblioteca Municipal, foi criado um posto público para consulta e leitura dos jornais em formato digital”.

 Atualmente, as publicações disponíveis para leitura gratuita em formato digital, a partir de um computador da Biblioteca Municipal, são: o jornal Público; o semanário Expresso, o jornal diário regional Correio do Minho e quatro jornais semanais locais: Opinião Pública, Cidade Hoje, O Povo Famalicense e Viver a nossa Terra.

 Para poder aceder às edições digitais, os leitores devem dirigir-se ao balcão de atendimento da Biblioteca Municipal e solicitar pelo apoio do técnico que o encaminhará ao referido posto de consulta e lhe facultará o acesso às publicações.

Continuar a Ler

Cultura

Festival Internacional do Orgão tem concertos em Famalicão este fim de semana

Publicado

em

por

O Festival Internacional de Órgão (FIO), que decorre nos concelhos de Famalicão e Santo Tirso, terá concertos em Requião e Joane, este fim de semana.

O organista austríaco Michael Schöch fará um recital ao órgão da Igreja de Joane, este sábado. O espaço está limitado a um total de 150 pessoas e decorrerá pelas 21 horas.

Para finalizar, este domingo, o duo português composto pela violagambista Sofia Diniz e o organista Fernando Miguel Jalôto, interpretarão repertório original na Igreja de Requião, pelas 17 horas. No espaço são permitidas 60 pessoas.

Recorde-se que o FIO tem como objetivo, a cada nova edição, visitar as igrejas que possuem órgãos autênticos, mas também paróquias desprovidas de órgãos às quais é temporariamente levado um órgão de pequenas dimensões, oferecendo, assim, à comunidade a oportunidade de desfrutar daquele instrumento.

Continuar a Ler

Cultura

Famalicão: Fundação Cupertino de Miranda inaugura “Torre Literária”

Publicado

em

por

A Fundação Cupertino de Miranda, de Famalicão, abre na próxima segunda-feira, dia 19, a exposição “Torre Literária – Louvor e simplificação da literatura portuguesa”.

A mostra é comissariada por, António M. Feijó, João R. Figueiredo e Miguel Tamen, autores do livro “Cânone”, um livro de crítica literária, que estabelece um cânone da literatura portuguesa, com uma lista de cerca de 50 autores.

O livro é editado pela Fundação Cupertino de Miranda e pela Tinta-da-China e chega hoje, sessa-feira às livrarias.  A lista de escritores que formam o cânone integra nomes como Fernando Pessoa e Luís de Camões, que abrem e fecham o livro, mas também Agustina Bessa-Luís, Alexandre Herculano, Almada Negreiros, Almeida Garrett, Antero de Quental, Aquilino Ribeiro, Bocage, Camilo Castelo Branco, Eça de Queirós, Florbela Espanca, Miguel Torga, José Saramago, entre muitos outros.

Quanto à exposição “Torre Literária” pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 10h00 às 12h30 e das 14h00 às 18h00, e aos sábados e feriados, das 14h00 às 18h00. Encerra aos domingos.

Continuar a Ler

Mais vistos