Siga-nos nas redes

Cultura

Close-Up arranca hoje em Famalicão com mais de 30 sessões de cinema em oito dias

Publicado

em

A partir de hoje, em vários espaços da Casa das Artes, em Famalicão, e do Teatro Narciso Ferreira, em Riba de Ave, projeta-se o sétimo episódio do Close-Up – Observatório de Cinema de Famalicão, com mais de 30 sessões de cinema contemporâneo cruzadas com a história do Cinema nas obras de Michelangelo Antonioni e Pier Paolo Pasolini, sob o mote do Família Cinema”, pode ler-se na página do evento.

O Close-Up inclui ainda filmes comentados, sessões para famílias e para escolas e uma exposição dedicada ao italiano Federico Fellini, em parceria com o Museu do Cinema de Melgaço.

O Close-Up arranca hoje com a exibição do documentário “A Távola de Rocha”, de Samuel Barbosa, e do filme “O Grito”, de Michelangelo Antonioni, no Pequeno Auditório da Casa das Artes, cabendo a abertura oficial à banda Glockenwise, que vai dar música ao filme “Melodia do mundo”, de Walter Ruttmann, no Grande Auditório.

Os cineconcertos prosseguem na quarta-feira com Haarvöl a musicar “O Gabinete do Dr. Caligari”, de Robert Wiene, sendo o encerramento do Close-Up, no próximo sábado, feito por Miramar, com o filme “Memorabilia”, de Jorge Quintela.

Ao longo da semana, a mostra vai exibir filmes como “Jane por Charlotte”, de Charlotte Gainsbourg, “Mínimos 2: A Ascensão de Gru”,de Kyle Balda, Brad Ableson e Jonathan del Val, e o documentário “Um Corpo que Dança”, de Marco Martins, entre muitas outras obras.

Os bilhetes custam dois euros, com entrada livre para estudantes, seniores e associados de cineclubes. Os portadores do Cartão Quadrilátero pagam um euro por sessão.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Subscrever grátis

rádio e televisão em direto

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO DE NOTÍCIAS

Mais vistos