Siga o OP nas redes

Desporto

CRÓNICA I Injustiça chega nos minutos finais

Publicado

em

Exibição de gala do Futebol Clube (FC) de Famalicão não chegou para o apuramento para a final da Taça de Portugal. A turma famalicense foi sempre superior, mas acabou por sair derrotada por 1-2.

O jogo mal tinha começado e o SL Benfica teve uma grande ocasião para marcar. A árbitra da partida descortinou uma grande penalidade dentro da grande área famalicense e na conversão, Nycole bateu a bola para um lado e Rute Costa foi para o outro. O marcador estava inaugurado logo aos 2’, num lance em que deixa muitas dúvidas. Indiferentes ao tento sofrido, as comandadas de João Marques partiram para o controlo de jogo.

Sempre com mais posse de bola e a atacar pelos dois lados, o FC Famalicão teve em Mylena uma grande ocasião para igualar a contenda. A jogadora brasileira disparou forte, fora da grande área, obrigando Dani Neuhaus a grande intervenção. A partida estava com 10 minutos disputados e a toada de jogo continuou favorável à turma famalicense.

Com uma reação positiva e com um futebol muito personalizado, o Vila Nova acercou-se da baliza encarnada, com Maria Negrão e Mylena Freitas a comandarem as operações no centro do terreno. Na defesa, Gi cortou todos os ataques forasteiros.

Perto dos 20’, Vitória Almeida, no cara a cara com a guardiã contrária, desperdiçou uma grande oportunidade para chegar ao empate. Mylena trabalhou bem no meio campo, a bola sobrou para Negrão, que isolou a avançada brasileira. Dani Neuhaus travou as intenções da camisola 9.

A partida baixou de ritmo e só perto do intervalo é que o Vila Nova voltou a aproximar-se com perigo. E foi quando chegou ao empate. Mylena Freitas antecipou-se a Dani Neuhaus e a guardiã cometeu grande penalidade sobre a brasileira. Na conversão, Vitória Almeida rematou forte e colocado, não dando hipóteses à guarda-redes adversária.

Já com a partida nos segundos 45 minutos, a partida recomeçou com a formação encarnada a querer ter mais posse de bola e Rute Costa foi a salvadora da formação famalicense. A guarda-redes portuguesa negou as intenções de Darlene, que rematou forte e já dentro da grande área. A partida entrou numa fase mais dura, com o FC Famalicão a querer retomar o comando das operações, sempre com Maria Negrão e Mylena a organizarem o jogo ofensivo famalicense.

Aos 70’, Solange Carvalhas teve nos pés o segundo tento. Contudo, o remate saiu por cima das redes encarnadas. Com o jogo a desenrolar sempre sob domínio famalicense, Solange voltou a ter uma ocasião para desempatar a partida. No entanto, mais uma vez, a finalização da camisola 20 não foi a melhor e o remate saiu ao lado.

Com João Marques a mexer na equipa, a entrada de Dani veio dar mais frescura ao lado direito do ataque e o FC Famalicão carregou mais por esse lado. Quem sofreu Christy que, já com cartão amarelo, teve de recorrer à falta para travar as investidas famalicense. Endiabrada, já nos últimos minutos, Mylena Freitas ultrapassou tudo, mas Dani Neuhaus travou as intenções da brasileira e, na recarga, Vitória Almeida atirou para um corte em cima da linha da defesa encarnada. Na resposta, o SL Benfica conseguiu chegar ao golo da vantagem. Confusão dentro da grande área e Cloé aproveitou para empurrar para o fundo da baliza.

No próximo jogo, o FC Famalicão vai defrontar o Boavista FC, em jogo referente à 4ª jornada da Liga BPI. A partida é no reduto boavisteiro, no sábado, às 15h.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES