Siga o OP nas redes

Economia

Exportações de têxteis e vestuário continuam no vermelho

Publicado

em

De acordo com os dados hoje publicados pelo Instituto Nacional de Estatística, e segundo os cálculos da Associação Têxtil de Portugal, as exportações de têxteis e vestuário, no mês de fevereiro de 2021, registaram uma quebra de 5% face a fevereiro de 2020, tendo o valor exportado sido de 414 milhões de euros (menos 21 milhões de euros relativamente ao mês homólogo).

Ainda segundo a ATP; que tem sede em Famalicão, nos primeiros dois meses do ano, o valor das exportações ascendeu a 823 milhões de euros, -7,7% face ao mesmo período de 2020.

As exportações de matérias-primas têxteis, neste período, caíram 4,6%, enquanto as de vestuário diminuíram quase 12%. Já as de têxteis lar e outros artigos têxteis confecionados, entre os quais, os produtos de proteção no âmbito da Covid, como as máscaras, aumentaram quase 5%, nestes primeiros dois meses do ano.

Em termos de destinos, destaque para as exportações para França, com um acréscimo de 10 milhões de euros, correspondente a um aumento de 8%. Já as exportações para Espanha caíram 58 milhões de euros, ou seja -23%.

Espanha representa agora 24% das exportações do setor, seguindo-se a França com 16%.

As importações do setor até fevereiro caíram 30%, com as matérias-primas a diminuírem cerca de 18%.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES