Siga-nos nas redes

Cultura

Museu Bernardino Machado retoma ciclo de conferências

Publicado

em

É já no próximo dia 28 de janeiro, que é retomado, no Museu Bernardino Machado, em Famalicão, o ciclo de conferências “Conspirações, Revoltas e Revoluções na I República”, que foi interrompido devido à pandemia. A primeira conferência tem como tema “O 5 de Outubro de 1910” e conta com a oradora convidada, Ana Paula Pires, doutorada em História, especialidade de História Económica e Social Contemporânea, pela NOVA-FCSH.

Até ao final do ano, serão realizadas nove conferências, mensalmente (com exceção dos meses de julho e agosto) sempre à sexta-feira, e com início marcado para as 19h00. A entrada é livre e dá direito a um certificado de presença. Este evento científico está acreditado para os professores dos grupos disciplinares 200 e 400. Será necessária a apresentação do Certificado Digital Covid ou de comprovativo de realização laboratorial de teste com resultado negativo. Inscrições e mais informações no seguinte link https://bit.ly/cicloconferencias2022mbm

De acordo com o coordenador científico do Museu Bernardino Machado, Norberto Cunha, “a eleição da temática Conspirações, revoltas e revoluções na I República (1910-1926) deve-se a circunstâncias fáceis de reconhecer num mundo contemporâneo onde a violência armada tem sido uma constante nas nações e onde não cessam de ser notícia revoluções, revoltas e conspirações que nelas surgem. É verdade que estas modalidades de violência não se confundem com as que ocorreram no século XIX e XX”, explica o responsável, referindo que o que realmente nos importa com esta temática é em 1º lugar, procurar compreender porque é que os adversários políticos recorrem à violência armada e não à negociação e ao gradualismo politico para solucionar os seus conflitos; em 2º lugar, que conexões podem estabelecer-se entre esses conflitos e as ideias de Estado-nação e de nacionalismo; em 3º lugar, perceber se esses confrontos são uma expressão da evolução social (e, nessa medida, inevitáveis) ou expressão de vontades livres, mais ou menos individuais (e, nessa medida, confrontos evitáveis); em 4º lugar, que motivações — e de que natureza — estiveram na origem das principais revoltas, revoluções e conspirações que ocorreram entre nós, de 1910 a 1926”.

Norberto Cunha refere ainda a ligação entre a temática das conferências e o patrono do Museu Bernardino Machado “que foi não só vítima de algumas dessas revoltas e revoluções (como a  de Mafra, em 1914; a de Sidónio Pais em 1918; a de Maio de 1921; e a do 28 de Maio de 1926) como discorreu e se pronunciou, amplamente, sobre elas, inclusive, no plano doutrinal”.

PROGRAMA

“O 5 de outubro de 1910”

Conferencista: Ana Paula Pires

Data: 28 de janeiro

Hora: 19h00

Local: Museu Bernardino Machado

“O Movimento Revolucionário republicano-radical do capitão Lima Dias (27 de abril de 1913)

Conferencista: Norberto Cunha

Data: 25 de fevereiro

Hora: 19h00

Local: Museu Bernardino Machado

“A Revolta de 14 de Maio de 1915”

Conferencista: Luís Bigotte Chorão

Data: 18 de março de 2019

Hora: 19h00

Local: Museu Bernardino Machado

Das incursões couceiristas à Monarquia do Norte (1910-1919)”

Conferencista: Miguel Santos

Data:  22 de abril

Hora: 19h00

Local: Museu Bernardino Machado

“O golpe sidonista de 5 de Dezembro de 1917”

Conferencista: Alves de Fraga

Data:  27 de maio

Hora: 19h00

Local: Museu Bernardino Machado

“A revolta de 19 de Outubro de 1921”

Conferencista: António José Queiroz

Data: 24 de junho

Hora: 19h00

Local: Museu Bernardino Machado

“A revolta de 18 de Abril de 1925”

Conferencista: Ernesto Castro Leal

Data: 23 de setembro

Hora: 19h00

Local: Arquivo Municipal

“A intentona radical de 1 de Fevereiro de 1926”

Conferencista: Manuel Baiôa

Data: 21 de outubro

Hora: 19h00

Local: Arquivo Municipal

“A revolução de 28 de Maio de 1926”

Conferencista: Arnaldo Madureira

Data: 19 de novembro

Hora: 19h00

Local: Arquivo Municipal

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES