Siga-nos nas redes

Famalicão

Câmara de Famalicão chumba construção de lagoa de chorume em Gondifelos

Publicado

em

A Câmara Municipal de Famalicão chumbou o projeto que previa a construção e uma lagoa de armazenamento de chorume em Gondifelos. O chorume é o líquido que resulta da decomposição do lixo e a construção da referida lagoa estava a gerar forte contestação na freguesia.

Em despacho datado da passada quarta-feira, 1 de fevereiro, ao qual o OPINIÃO PÚBLICA teve acesso, é indeferido o pedido de licenciamento de construção de uma lagoa de armazenamento de chorume, proveniente de uma exploração pecuária, na rua Alto Da vela, em Gondifelos.

No despacho do Departamento de Urbanismo da autarquia, assinado pelo presidente Mário Passos, o indeferimento é justificado por várias razões, desde logo o facto de exploração pecuária se localizar no concelho de Barcelos, a 500 metros do local, e de a instalação da referida Lagoa “não garantir o afastamento mínimo de 100 metros a edificações e ao limite do perímetro urbano”.

Nesse sentido, o despacho conclui que “as atividades não podem comprometer a sustentabilidade das condições ambientais e urbanísticas”, pelo que, “deverá o projeto de arquitetura ser indeferido”.

Ao despacho foi também anexado um abaixo assinado de protesto e oposição ao licenciamento, subscrito por moradores e agentes económicos.

A notícia do indeferimento do projeto foi bem recebida pelo presidente da Junta da União de Freguesias de Gondifelos, Outiz e Cavalões. Manuel Novais também não era favorável ao projeto que “poderia causar graves problemas à população”.

Em declarações ao OP, o autarca conta que muito moradores manifestaram a sua discordância com a instalação daquele equipamento no local e a Junta “de imediato colocou-se ao lado da população”. “Com aquela construção, bastava um pouco de vento no ar e toda a zona envolvente ficaria inundada com maus cheiros”, sublinha Manuel Novais, apontando ainda que está prevista a construção de um hospital de dia junto ao referido local, “o que não se coadunava, minimamente, uma coisa com a outra”.   

PARTILHE ESTE ARTIGO:

Subscrever grátis

rádio e televisão em direto

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO DE NOTÍCIAS

Mais vistos