Siga-nos nas redes

Famalicão

Nova ponte sobre o Ave: deputados do PSD estranham “silêncio do Governo”

Publicado

em

O deputado famalicense do PSD, Jorge Paulo Oliveira, acompanhado dos deputados Alberto Fonseca, Sofia Matos e Márcia Passos, diz que “o governo tem estado praticamente em silêncio” sobre a projetada construção da nova travessia sobre o rio Ave, integrada numa das fases da construção da Variante à EN 14, entre a Trofa e o lugar de Santana, Ribeirão, fazendo notar que a Declaração de Impacte Ambiental, foi emitida a 28 de fevereiro de 2020.

Numa interpelação dirigida ao ministro das Infraestruturas e Habitação, os sociais democratas afirmam que passado mais de um ano sobre aquela data, importa avaliar o estado do processo”, considerando que o Governo “já devia ter prestado contas às populações sobre o trabalho que desenvolveu desde então”, questionando se terá feito mesmo alguma coisa.

Recorde-se que o avanço de uma nova travessia sobre o rio Ave, no âmbito da construção da alternativa à N14, ligando os concelhos de Famalicão, Trofa e Maia, estava dependente da emissão da Declaração de Impacte Ambiental (DIA), por parte da Agência Portuguesa do Ambiente. Esta declaração foi emitida a 28 de fevereiro de 2020, pelo que os deputados do PSD querem saber o que foi feito desde então para dar cumprimento às condicionantes nela estabelecidas,

Os deputados querem também que o ministro Pedro Nuno Santos, informe qual é a previsão temporal global e o cronograma das várias fases do processo até à futura conclusão das obras.

“É fundamental a construção da variante à EN14 face aos seus elevados níveis de tráfego, muito particularmente nos territórios abrangidos pelos concelhos de Famalicão, Trofa e Maia, sendo este o principal eixo exportador do país”, dizem os parlamentares, que acusam o Governo de ter arrastado no tempo esta intervenção estrutural “condicionando as perspetivas económicas do território e influenciando negativamente a qualidade de vida das populações, para além dos riscos inerentes aos elevados índices de circulação”.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES