Siga o OP nas redes

Famalicão

Antoninas arrancam esta sexta-feira com concerto de Miguel Araújo

Publicado

em

É já hoje, sexta-feira, que arrancam as Festas Antoninas de Famalicão. A grande romaria do concelho está de regresso, depois de um ano de paragem motivado pela pandemia, com uma programação reduzida, adaptada às contingências atuais e sobretudo marcada pela música.

São dez dias de festa, que vão contar com 12 concertos, com Miguel Araújo (hoje, dia 4) e Zé Amaro (dia 11) como cabeças de cartaz. Além disso há exposições, a habitual missa em honra de Santo António, uma zona de alimentação e um mercado artesanal.

O presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, espera que os famalicenses desfrutem destas Antoninas possíveis, mas deixa o apelo para que não se perca a sobriedade e o sentido de responsabilidade que os tempos atuais reclamam.

Ainda que não sejam as Antoninas tal e qual como as conhecemos, espero que os famalicenses possam vivenciar o ambiente das nossas festas, com as devidas cautelas e com o respeito pelas regras de segurança e higiene, não só nas iniciativas promovidas pela Câmara Municipal que seguirão um plano de ação muito rigoroso, mas também nos convívios privados, que apesar de fugirem ao domínio da ação do município, não posso deixar de apelar às pessoas para que o façam de forma comedida e para que se evitem concentrações”, referiu.

Refira-se que todas os concertos e atuações vão decorrer no palco do “Anima-te”, no Parque da Devesa, ao ar livre, junto ao lago, numa área limitada e preparada para receber cerca de 882 pessoas com todas as condições de segurança.

Todos os espetáculos têm entrada livre, com levantamento obrigatório de ingresso no local do evento (Parque da Devesa) no período das 2 horas que antecede o espetáculo. Cada pessoa poderá levantar até 6 ingressos.

As exposições

Apesar de anulado, o desfile das Marchas Antoninas pelas ruas da cidade é relembrado através de uma exposição patente no Parque da Devesa e que reúne alguns dos arcos que abrilhantaram as últimas edições daquele que é o ponto alto das Festas.

Nota ainda para outras duas exposições: as Cascatas a Santo António, na Praça 9 de Abril, e uma última intitulada “Festas Antoninas. Entre o Sagrado e o Profano”, patente no Museu Bernardino Machado e nas ruas e praças da cidade.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES