Siga-nos nas redes

Famalicão

UMinho reforça aposta em Famalicão com abertura de novo laboratório

Publicado

em

Foi esta terça-feira inaugurado o novo laboratório da Universidade do Minho em Famalicão, o Augmented Human Intelligence Axis (AHiA). O objetivo é “desmistificar o medo subjacente” à tecnologia, de forma a “aumentar a inteligência humana” através da “disseminação de conhecimento”.

O diretor daquele laboratório, instalado no futuro polo da Universidade do Minho em Famalicão, César Analide, explicou que “num mundo embebido em tecnologia” o AHiA quer “divulgar o conhecimento com base cientifica”, conciliando a “tecnologia com outras áreas, como a Saúde, o Direito, as Humanidades”.

O AHiA, copromovido pelo Laboratório de Inteligência Sintética do Centro ALGORITMI e pela Humanity of Things, terá 15 elementos que vão “produzir conteúdos, programas e políticas que visam a construção de um ambiente digital e tecnológico humanizado e centrado na disseminação de conhecimento”.

“Um médico tem que saber conversar com alguém que saiba de tecnologia, com sistemas informáticos. Estaremos disponíveis para auxiliar, no contexto das valências da UMinho, a sociedade com a produção de conhecimento sólido para o entendimento da tecnologia, não como no contexto de Hollywood, mas como um bem, uma ferramenta”, descreveu César Analide.

O também professor na Escola de Engenharia da UMInho explicou que o AHiA “surge dentro de um centro de investigação e quer criar um eixo para aumentar a inteligência humana, pondo-a em confronto com a inteligência artificial”.

O desenvolvimento da tecnologia, disse, “leva ao receio do desconhecido, algo que é inerente ao ser humano”.

“Pretendemos produzir conhecimento válido sobre o uso da tecnologia nas várias áreas mas também ir mais além, ser proativos no auxílio à sociedade. Queremos divulgar relatórios, auxiliar na produção de legislação, participar em decisões políticas”, apontou.

Recorde-se que a infraestrutura laboratorial da UMinho no edifício da Didáxis, em Vale S. Cosme, existe desde 2019. Atualmente, acolhe 17 laboratórios, dos quais oito são do Centro de Engenharia Biológica, cinco do Centro de Microssistemas Eletromecânicos, um do Centro ALGORITMI e três são multidisciplinares, onde se integra o Laboratório de Tecnologias e Sistemas de Materiais Avançados.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES