Siga-nos nas redes

Famalicão

Engenho e Ceve renovam protocolo de parceria

Publicado

em

dav

Decorreu esta quinta-feira, dia 13 de outubro, nas instalações do Lar “A Minha Casa “da Engenho – Associação de Desenvolvimento Local do Vale do Este, a renovação de um protocolo que enforma e suporta o funcionamento de um “Banco de Ajudas Técnicas”. Este Banco conta com o apoio e patrocínio da Ceve – Cooperativa Elétrica do Vale d´Este, um dos muitos projetos de intervenção no âmbito da prática da responsabilidade social desta Cooperativa.

Este protocolo vigora desde 2015 e tem por objetivo disponibilizar diferentes tipos de ajuda técnicas a pessoas idosas, doentes e acamadas residentes na área de influência da Engenho, com especial incidência nas freguesias famalicenses da área de concessão da Ceve.

Luís Macedo, presidente do conselho de administração da Ceve, referiu, segundo nota à imprensa, a natureza e o alcance social desta parceria com a Engenho, no quadro das políticas de responsabilidade social da empresa, que requerem sempre proximidade à comunidade.

“Sublinhou a enorme confiança da Ceve na instituição”, atribuindo-lhe a responsabilidade de ser depositária de múltiplos equipamentos médicos necessários para apoio da comunidade doente ou diminuída, e na atribuição do referido equipamento em regime de empréstimo, pelo período necessário ao utente, acompanhando e monitorizando a sua utilização.  

Por parte da Engenho, o presidente da direção, Manuel Augusto de Araújo, relevou o “virtuosismo desta parceria”, que para além de responder a necessidades prementes, demonstra também o “olhar atento, a sensibilidade e a capacidade de intervenção para questões sociais das comunidades locais, uma das marcas diferenciadoras da Ceve, que obrigatoriamente devo elogiar e agradecer”.

Por sua vez, Sofia Fernandes, vereadora da Saúde e Família da Câmara Municipal, realçou a importância desta “parceria exemplar entre duas prestigiadas instituições do Vale do Este, com uma forte capacidade interventiva a favor do território e das comunidades.”

O Banco de Ajudas Técnicas já deu resposta a 84 pessoas, sendo que presentemente 18 pessoas beneficiam de 23 ajudas técnicas em várias freguesias.

No que se refere a tipologias, as ajudas mais procuradas são camas articuladas, cadeira de rodas, colchões anti escaras, cadeiras higiénicas e andarilhos, ajudas que são referenciadas e encaminhadas pelo Serviço de Atendimento e Acompanhamento Social e Serviço Apoio Domiciliário da Engenho.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES