Siga o OP nas redes

Desporto

Câmara de Famalicão diz que GRAL é caso encerrado

Publicado

em

A Câmara de Famalicão dá por encerrada a questão em torno da falta de espaço para treinar por parte da equipa de futsal feminino do Grupo recreativo de Avidos e Lagoa (GRAL).

Isso mesmo foi dito pelo presidente da autarquia, Mário Passo, esta quinta feira, na reunião do executivo camarário, quando questionado sobre o assunto pelos vereadores do PS.

O socialista Paulo Folhadela alertou para o facto daquela equipa ter de treinar num concelho vizinho, depois de ver negado ao acesso ao Pavilhão de Delães. Por isso, quis saber se a Câmara Municipal estava a diligenciar no sentido de resolver o problema ou se dava o assunto por encerrado, defendendo que ao clube deveriam ser dadas condições para poder treinar no seu concelho.

Recorde-se que a situação foi denunciada pelo GRAL há cerca de duas semanas, mas na resposta a autarquia afirmou, à altura, que o clube não tinha solicitado a utilização do pavilhão dentro dos prazos previstos pelo regulamento e que o horário pretendido tinha sido já ocupado por outra associação.

Esta quinta-feira, o presidente da Câmara manteve a mesma posição. Na resposta ao vereador socialista, Mário Passos recordou que a autarquia “investiu cerca de 250 mil euros no GRAL, nos últimos anos para o desenvolvimento da principal atividade do clube, o futebol e 11”. Quanto ao novo projeto de futsal feminino, o edil socorre-se do relatório de desporto para dizer que “o concelho já tem projetos de futsal em número suficiente e descentralizados pelo território”.

“Não podemos apoiar tudo aquilo que aparece, não vamos tirar a uns para dar a outros”, disse ainda Mário Passos, acrescentando que quando surge um novo projeto é preciso averiguar da sua pertinência.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES