Siga o OP nas redes

Famalicão

Famalicense infetada pela segunda vez com Covid 19

Publicado

em

Tem 30 anos, reside em Delães e faz parte do grupo de casos raros de reinfeção pelo novo coronavírus.

Esta famalicense, que preferiu manter o anonimato, recebeu, na passada terça-feira o resultado positivo à Covid 19, depois de em maio também ter contraído a doença (tal como o OPINIÃO PUBLICA pode constatar ao ler os resultados do diagnóstico dos testes disponibilizados pela doente).

“Nem queria acreditar”, disse a paciente ao OPINIÃO PÚBLICA, acrescentando que a própria médica de família ficou surpreendida. “Disse-me que, ao que se conhece, seria o segundo caso em Portugal de reinfeção. O outro é o de uma mulher da zona de Lisboa”.

Esta famalicense, que trabalha numa área ligada à saúde, conta que na primeira infeção, em maio, a doença manifestou-se de forma mais agressiva do que agora. “Tinha dores de cabeça insuportáveis, dores no peito e um cansaço extremo. Levantar o braço para levar a mão á boca para comer era um esforço atroz”. Esteve de baixa um mês, mas ao fim de três semanas o teste já tinha dado negativo.

Agora, quase seis meses depois, esta semana, após ter perdido o olfato, fez novamente o teste que voltou a dar positivo. “Tenho alguns familiares com o vírus da Covid 19 e quando perdi o olfato até pensei que era psicológico, uma vez que já tinha tido a doença”, afirma. Mas não, o teste voltou a dar positivo. “Neste momento o único sintoma que tenho é só a perda do olfato”, relata a residente em Delães, que está agora, novamente, em confinamento.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES