Siga o OP nas redes

Famalicão

União Europeia aprova projeto de Famalicão para mitigar efeitos das alterações climáticas

Publicado

em

A recuperação de um tanque de grandes dimensões na ETAR de Agra, nas águas do Rio Ave, e a sua transformação numa Fito ETAR – isto é, uma espécie de ilha flutuante em cortiça onde crescem plantas que ao se desenvolverem absorvem uma quantidade muito grande de nutrientes poluentes, permitindo a reutilização das águas residuais na agricultura – é uma das ações mais inovadoras do projeto “Life Pateiras – Natural Adapt 4 Rural Areas”, que acaba de ser aprovado ao programa Life da União Europeia, dedicado ao Ambiente e Ação Climática.

A candidatura apresentada pelo município de Famalicão em parceria com as Águas do Norte foi um dos cerca de 15 projetos europeus aprovados para as alterações climáticas.

Com um custo elegível de 1,8 milhão de euros, o projeto viu aprovado um apoio na ordem de 1 milhão de euros, visando desenvolver e testar soluções de base local para a minimização das alterações climáticas tendo por alvo o território da Paisagem Protegida Local das Pateiras do Ave, situado na freguesia de Fradelos e estendendo-se até às freguesias vizinhas de Ribeirão e Vilarinho das Cambas. O projeto será implementado entre 1 de janeiro de 2021 e 31 de dezembro de 2025.

A criação de uma Fito ETAR é, de resto, a grande inovação da candidatura, tratando-se de um projeto-piloto, único na sua dimensão a ser implementado em Portugal. De acordo com os responsáveis pelo projeto “através deste sistema vai ser possível tratar cerca de 5% ou 6% do efluente da Etar de Agra, que é uma das maiores deste género no país, sem a utilização de nenhum tipo de energia, nem químicos, de uma forma totalmente natural, através das plantas certas e das bactérias existentes no tanque, que vão fazer uma purificação da água, que permitirá a sua utilização para rega”.

Para o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, a aprovação desta candidatura “é uma excelente notícia para o município que vê assim apoiada a sua ambição de contribuir para um futuro mais sustentável e amigo do planeta”.

Para além da criação daa Fito ETAR o projeto prevê também a recuperação dos sistemas de rega tradicionais, nomeadamente levadas, poças e tanques que antigamente seguravam a água em pontos altos e depois a distribuíam no verão, sem custos energéticos.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES