Siga o OP nas redes

Famalicão

Miguel Campos e a viagem à Madeira: “fui alvo de uma história degradante e falsa”

Publicado

em

O piloto famalicense Miguel Campos veio, em comunicado, esclarecer o que se passou na viagem que efetuou à Madeira, afirmando que foi alvo de “notícias caluniosas e falsas”.

O ex-campeão de ralis foi, a semana passada, acusado de ter viajado para a Madeira e de ter dado uma formação e regressado a Portugal depois de, alegadamente, ter testado positivo à Covid 19.

Miguel Campos refuta a situação e esclarece que no dia 11 de dezembro embarcou para a Madeira com um teste Covid-19 efetuado, com resultado negativo, “teste este certificado pelo SNS e Infarmed”, afirma.

Na chegada ao Funchal, pelas 23 horas, foi-lhe pedido para fazer outro teste e que o resultado estaria disponível na sua caixa de e-mail e no madeirasafe.com logo pela manhã.

“Ora, até hoje, ainda aguardo o respetivo resultado na caixa de e-mail e na plataforma do madeirasafe.com”, afirma o piloto, acrescentando que durante o dia 12 de dezembro fez chamadas para o número de apoio do SNS e responderam-lhe que “tinha de esperar até receber a informação pelo respetivo e-mail”, o que até à data não aconteceu, garante.

Para “ficar seguro”, Miguel Campo efetuou, este sábado, três testes em laboratórios diferentes, que “redundaram negativos”, como atesta com cópia desses testes enviada à imprensa.

Perante aquilo que diz ser “a difamação e violação de informação” de que foi vítima, o piloto informa ainda que solicitou, “por uma questão de prevenção”, a todos quanto contactaram consigo, em especial no jantar na Madeira, que realizassem também o teste covid-19. “Para todos o resultado foi negativo”, informa.

“Fui alvo de uma história sem assunto, degradante e falsa”, refere ainda o piloto.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES

anuncie neste espaço > ligue +351252308147