Siga o OP nas redes

Opinião

Presidenciais: votar com segurança

Publicado

em

Por António Cândido Oliveira

Para bem votar no dia 24 na sede do concelho e demais lugares onde costuma haver maior concentração de pessoas os meios de comunicação social locais e a página do município podem e devem dar uma boa colaboração.

Situemo-nos na sede do concelho na bem conhecida Escola Primária da Rua Conde de São Cosme do Vale, próxima dos Paços do Concelho.

Os jornais desta semana deverão indicar quais as mesas e como estão ordenadas.

Haverá, à entrada do portão, alguém (devidamente identificado) a ajudar a dirigir os eleitores para não andarem para a esquerda e para a direita à procura da mesa onde deverão votar?

Chamar-se-á a atenção para a necessidade de levar máscara devidamente higienizada e uma esferográfica?

Haverá indicação das mesas mais cheias, dando a oportunidade às pessoas, que assim entenderem, de virem mais tarde, em vez de fazerem uma grande fila? Os eleitores de mais idade ou de menor mobilidade serão devidamente atendidos?

Transmitirão as rádios locais e outros meios de comunicação a indicação, hora a hora, sobre a maior ou menor afluência aos locais de voto? É de notar que é notícia não só a indicação das mesas muito cheias como das mesas com pouca afluência (mais destas até!) e de quem são os eleitores dessas mesas.

Uma boa organização requer voto rápido (o que for mais de 5 minutos é muito).

As mesas devem ser exemplares na segurança que transmitirem (membros e delegados). Deverá haver o cuidado de não se formarem ajuntamentos de pessoas à saída ou à entrada.

O meio da tarde, depois das 16h costuma ser boa hora para votar. Será assim este ano na sede do concelho?

O dia de 24 de janeiro de 2021 não deve ficar na memória por ser um dia de infeções pela Covid 19. Todos nós devemos contribuir para esse efeito, não deixando de votar. Mas justifica-se, perfeitamente, o “não voto” (que nem sequer é uma verdadeira abstenção) onde houver má organização e o eleitor se recusar a votar.

Os jornais da próxima semana deverão dar notícia das freguesias que souberam organizar bem e das que organizaram mal o dia de eleições.

PS- Está em discussão pública até ao dia 26 de janeiro de 2021 o programa estratégico de reabilitação para o centro de Famalicão. O prazo deveria ser alargado, dadas as circunstâncias.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES