Siga o OP nas redes

Opinião

O nosso urbanismo à prova

Publicado

em

Por António Cândido Oliveira

URBANISMO – A qualidade do urbanismo da nossa cidade vai ser posta à prova no projeto de edificação, situado na esquina da Rua Conselheiro Santos Viegas (a seguir ao Supermercado Bandeirinha) com a Rua Ana Plácido (rua com placa indicativa apagada), que está a ser apreciado pelos serviços de urbanismo. Tem um anúncio lá colocado que identifica o processo que está em curso e que apenas por falta de tempo e dificuldade em consultar não me permite dar mais detalhes.

Trata-se da transformação de uma vivenda (já demolida e que há décadas foi padaria da família Varela) para um prédio que deverá compatibilizar o interesse privado do atual proprietário com o interesse da proteção do espaço público e da estética urbana. Não parece ser uma tarefa fácil principalmente se o município quiser defender o interesse público, como lhe compete. A experiência tem-nos dito que o interesse privado consegue quase sempre levar a melhor na balança dos interesses.

Num país com regras de urbanismo mais avançadas e democráticas os vizinhos desta obra seriam convocados para uma reunião presencial (ou via zoom dada a pandemia) com a finalidade de serem informados e darem a sua opinião. Lá chegaremos com o aprofundamento da democracia local.

PLACAS – A falta de uma placa identificativa bem cuidada no início da Rua Ana Plácido e em tantas ruas e cruzamentos, diz bem do desleixo que existe na cidade neste domínio, bem podendo explicar-se essa falha, em boa parte, por não termos junta de freguesia. Esperemos que com a lei-quadro que está em fase de aprovação, possamos recuperar a freguesia que sempre tivemos e prestar maior atenção a um conjunto de problemas que cabe às freguesias cuidar, nos termos da lei.

PRAÇA OU MERCADO – Sempre nomeei mercado municipal ao edifício que por todo o lado se publicita como “Praça” e acaba de ser reabilitado e inaugurado. Reconheço que os dois nomes circulam e que para uns é a “Praça” para outros é o “Mercado”. O nome é coisa de somenos. Mais importante é a qualidade da reabilitação do edifício. Ainda não o visitei com a atenção que merece. A impressão geral que os meios de comunicação transmitem é muito positiva. Há nele um aspeto que, a meu ver, merece toda a atenção e que é o da temperatura ambiente na parte coberta com vidro. Desejo vivamente que esteja bem resolvido, pois não é fácil.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES