Siga o OP nas redes

Famalicão

Alunos de Famalicão criam peças artísticas inspiradas na história industrial têxtil

Publicado

em

Mais de 500 estudantes de escolas famalicenses criaram cerca de 200 t-shirts no âmbito de um projeto que envolve a indústria têxtil da região. O projeto intitula-se “TEAR – Territórios Artísticos” e foi desenvolvido pel’A Casa ao Lado, em parceria com o Município de Famalicão, através do programa educativo e cultural “De Famalicão para o Mundo: Contributos da História Local”, juntamente com os agrupamentos de escolas Camilo Castelo Branco, Ribeirão, D. Sancho I, Pedome e Gondifelos, tendo contado, de igual forma, com o apoio da Universidade IES Monte Castelo de Burela (Galiza).

As peças de vestuário, que se encontram expostas no Parque da Devesa, junto ao Citeve, foram cedidas pelas empresas têxteis: MTex, Jocolor, Érius, Fergotex e IRV Têxtil, que realizaram, de igual modo, a estampagem das imagens desenvolvidas pelos alunos. A materialização dos padrões e imagens criadas pelos estudantes, sob a orientação d’A Casa ao Lado e dos docentes dos agrupamentos, em representações impressas em peças de vestuário, serviram para humanizar o processo fabril, no sentido em que qualquer pessoa pode vestir uma t-shirt ou ser um trabalhador têxtil.

O TEAR é um projeto que conta, de igual forma, com a colaboração e apoio da Comissão Nacional da UNESCO, do Centro de Informação das Nações Unidas para a Europa Ocidental (UNRIC), da Organização Internacional do Trabalho (OIT), da Organização Internacional para as Migrações (OIM) e da Universidade das Nações Unidas. Neste sentido, para além dos conteúdos afetos à componente letiva, os estudantes receberam formação ao nível de valores fundamentais dos direitos humanos e dos trabalhadores, com especial foco para a consciencialização do trabalho infantil.

As peças podem ser vistas até dia 31 de agosto, naquele que é o 1º Festival de Arte Pública Comunitária.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES