Siga o OP nas redes

Famalicão

Jorge Paulo Oliveira questiona ministra da Saúde sobre falta de médicos em Famalicão

Publicado

em

O deputado famalicense do PSD à Assembleia da república, Jorge Paulo Oliveira, questionou esta semana a ministra da Saúde, Marta Temido, sobre a falta de médicos de família em Famalicão.

Interpelando Marta Temido, no debate da especialidade do Orçamento do Estado para 2021, Jorge Paulo Oliveira, disse que a falta de médicos de família é um problema no concelho e que “as estatísticas dizem que se agravou no último ano”.

“Em outubro de 2019, 371 famalicenses não tinham médico de família atribuído. Em outubro do corrente ano esse número atingiu os 8.898 utentes, o que representa uma subida de 2.300%”, disse o deputado”.

Na sua intervenção, o parlamentar social democrata disse ainda que a prestação e cuidados de saúde à população “apresenta graves deficiências” e que a situação “só não é pior” porque todos aqueles que trabalham no Serviço Nacional de Saúde “não desistem dos seus utentes” e porque a Câmara Municipal de Famalicão também não falta aos famalicenses”.

Jorge Paulo Oliveira deu como exemplo a Clínica da Mulher e da Criança, construída no Hospital de Famalicão com a comparticipação financeira, em 50%, da autarquia, bem como a urgência suplementar de apoio à Covid 19 que ficará concluída na próxima semana e que foi igualmente custeada pelo Município.

“Mas a Câmara Municipal de Famalicão não pode fazer tudo, não pode substituir o Governo em tudo. Não pode, por exemplo, atribuir médico de família aos famalicenses”, alertou o deputado, que questionou a ministra sobre o que tinha a dizer “aos perto de nove mil famalicenses sem médico de família”.

A pergunta ficou sem resposta.

PARTILHE ESTE ARTIGO:

FAMA TV

FAMA RÁDIO

ARTIGOS RECENTES

ARQUIVO

OP NAS REDES

anuncie neste espaço > ligue +351252308147